O Manufacturing Execution Systems, ou simplesmente MES, é uma das tecnologias da Indústria 4.0 e permite uma gestão eficaz das operações de chão de fábrica.

Este sistema gera informações precisas e em tempo real promovendo assim a otimização de todas as etapas da produção, desde a emissão do pedido até à expedição do produto final.

Com o MES poderá importar dados do ERP e integrá-los com o dia-a-dia da produção, sincronizando as tarefas produtivas com o fluxo de matérias.

Se considerarmos que na cadeia de suprimentos o maior valor agregado está associado à produção, faz todo sentido investir num sistema capaz de otimizar o fluxo, controlo e qualidade de matérias.

Destacamos 3 camadas funcionais de um MES:

Porquê investir num sistema MES?

Segundo um estudo da IDC, prevê-se que até 2022 metade de toda a economia mundial estará digitalizada.

Torna-se assim fundamental a utilização de novas tecnologias em áreas como a Indústria para um aumento da competitividade das empresas, nomeadamente através da otimização dos processos industriais e da redução de custos.

A visão holística de todo o processo produtivo e a integração de dados das diferentes plataformas – MES, ERP e máquinas – permite obter informações completas e pormenorizadas, contribuindo para a melhoria da eficiência dos processos e da sustentabilidade dos negócios.

Conheça alguns dos benefícios da utilização de um MES – Manufacturing Execution System para a sua indústria:
  • Maior qualidade da informação sobre a produção e rapidez na tomada de decisões;

  • Aumento do índice OEE (Overall Equipment Effectiveness);

  • Aumento da disponibilidade de máquinas e equipamentos e redução de quebras;

  • Melhor adequação de stocks;

  • Redução do tempo e custos de produção;

  • Deteção de bottlenecks e não conformidades a tempo de possíveis correções;

  • Melhoria da produtividade industrial;

  • Melhor qualidade e confiabilidade do produto final;

  • Melhores níveis de atendimento e prazos de entrega de produtos;

  • Melhor apuramento do custo real da produção;

Se gostou do post, inscreva-se na nossa Newsletter e receba gratuitamente mais conteúdos sobre tecnologia!

Notícias recentes